Doações das empresas

Com as famílias mais pobres estão sem renda na pandemia e com a suspensão das aulas nas escolas para conter a propagação do vírus, a desnutrição de milhares de crianças se agravou. Outro fato importante é o aumento do desemprego. Devido ao corte de gastos de pequenos e grandes empresários e o fechamento de muitas empresas, milhares de crianças e as suas famílias tornam-se mais expostas à linha de pobreza e de extrema pobreza – já que ficam desprovidas de uma renda fixa e passam a depender exclusivamente dos auxílios do Governo.

O problema da Covid-19 se alastrou em todo o país e no mês de março de 2021 o governo do estado de São Paulo endureceu com   medidas de restrição com quarentena obrigatória para o comércio e serviços considerados não essenciais contra o avanço da pandemia do novo coronavírus, como o previsto com isolamento social , as mais afetadas são  crianças e as famílias das comunidades mais vulneráveis.

Muito importante essa ajuda às famílias  neste momento de pandemia e que passam por dificuldade financeira e que são bem carentes. O projeto está suspenso neste momento  e por enquanto não temos data definida para retornar às atividades esportivas nas cidades da baixada santista e ABC Paulista.

Na cidade de Mauá patrocinado pela empresa Oxiteno através da Lei de Incentivo ao Esporte do governo federal vão receber 750 Cestas básicas doadas pela empresa que será distribuído em agendamento com as famílias programadas pela escola para os próximos meses e que não gere nenhuma aglomeração de pessoasA empresa Oxiteno estará doando 750 cestas básicas as crianças do projeto na escola .

A Associação Nacional de Desenvolvimento Esporte e Educação se  inscreveu no Edital da UNIPAR CARBOCLORO  solicitou cestas básicas e segue o link da planilha orçamentaria cestas básicas as crianças de Cubatão da Vila dos Pescadores.  Link.orçamento_cestas_basicas