Esporte e Inclusão têm vagas e conta com exemplo de solidariedade

Desde o mês de abril a Faculdade de Educação Física de Santos (Fefis), da Universidade Metropolitana de Santos (Unimes), passou a contar com um novo público nas suas dependências. No caso são os alunos projeto Esporte e Inclusão que promove a socialização e melhora da qualidade de vida das pessoas com Síndrome de Down e Transtorno do Espectro Autista, com capacidade para atender 80 pessoas.

Maria José Lorena da Silva, 65 anos, é mãe da Mariângela, 46, que tem deficiência intelectual. “Minha filha está apaixonada pelo Projeto, moramos em São Vicente, quando tem aula ela já se arruma com antecedência. Sou grata por isso aqui, ela é filha única, ficaria em casa sozinha, agora quando volta conta sobre tudo o que fez, são várias atividades. Está sendo maravilhoso para ela”.

Rosana Paula Guilherme é a professora de artes, e fala sobre as aulas. “Percebo as dificuldades que tem na coordenação motora e desenvolvo com eles competências e habilidades, como dimensão, proporção, lateralidade, perspectiva. Tudo ajuda no desenvolvimento. Cada um tem suas dificuldades, trabalhamos isso em sala de aula para que possam se desenvolver sozinhos. Está sendo gratificante, eu ensino, mas também aprendo. Me sinto feliz”.

Os alunos tem aulas de futebol 7, tênis de mesa, teatro e artes. Todos têm acompanhamento constante da equipe multidisciplinar, composta por assistente social, psicólogo, professores de educação física e da área cultural. São oito turmas com até 10 alunos, sendo quatro nas segundas e quartas e mais quatro nas terças e quintas, sempre das 13h às 18h.

Voluntariado

Nas atividades de quadra do Esporte e Inclusão, neste mês de agosto, além do professor é possível ver um auxiliar prestativo e atencioso, mas com um sotaque diferente. Joaquim Pineda, 52 anos, mora em Sevilha, na Espanha, onde é professor de inglês. Na última semana de julho chegou com a esposa em Santos, para passar as férias, mas além aproveitar o que a cidade oferece, está sendo um grande exemplo de solidariedade.

“Gosto de ajudar as pessoas, resolvi pesquisar as associações e encontrei esse projeto que é próximo de onde estou hospedado. Aqui é feito um trabalho lindo ajudando pessoas que precisam, a equipe de trabalho é ótima. É gratificante o que se recebe ajudando essas pessoas, faz bem para a alma e espirito, sempre aprendemos muitas coisas. Vou voltar no Natal, quero poder continuar ajudando”.

O projeto conta com profissionais capacitados e especializados com condições de atender todas as turmas, mas aceita a participação de voluntários, já que desta forma amplia a atenção para os alunos. Interessados podem receber informações fazendo contato pelo telefone (13) 3323-3530.

Vagas

Ainda existem algumas vagas para no Projeto, os responsáveis interessados podem obter mais informações e realizar o pré-cadastro pelo telefone 3323-3530. Para participar a idade mínima é de 10 anos para pessoas de ambos os sexos, é feita uma avaliação por médico cardiologista, sendo realizados exames laboratoriais que evitem a exposição a qualquer tipo de riscos.

O projeto Esporte e Inclusão é uma realização da Associação Nacional de Desenvolvimento Esporte e Educação – ANDEE, com patrocínio da Usiminas, CPFL Energia, Bic e Liberty Seguros através do Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência PRONAS/PCD do Ministério da Saúde e apoio da FEFIS/UNIMES e Prefeitura de Santos, através das Secretarias de Saúde e Educação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *