Aulas de ballet e caratê na Vila dos Criadores tem aprovação de alunos e famílias

O mês de dezembro foi especial para os alunos do ballet e caratê do Núcleo da Vila dos Pescadores do Projeto Integrar Arte e Vida. As crianças tiveram a oportunidade poder mostrar para suas famílias o que aprenderam e também participar de uma confraternização nos dias 14 e 15.

A professora de ballet e dança livre, Monaliza Souza, ficou satisfeita com o resultado. “Iniciamos esse trabalho em março, desde então as crianças mostraram muito empenho, já os pais sempre participativos tiveram um papel importante. As aulas além de as tirar das ruas, contribui para a formação delas, tanto na parte física com a coordenação motora, assim como na artística e social. Foi possível identificar talentos, espero continuar contando com a participação da comunidade”.

Cassiane Corrêa, 10 anos, está feliz. “Aqui consigo me exercitar e me sinto mais relaxada, o que faço aqui não faço em nenhum outro lugar. Aprendi muitos movimentos, sei que vou aprender mais conforme a professora for ensinando, nós a respeitamos e ela nos respeita. Ela chama atenção quando alguém bagunça ou não fez o que pede. A tia Edna que é a coordenadora é super legal, quando estamos tristes conversa com a gente”.

Marilone Melo Souza, 37 anos, tem dois filhos participando das aulas, Maiara no ballet e Matheus no caratê. Eles gostam muito, no caso do dele, era um sonho fazer caratê, aqui hoje temos isso. A atividade que ama e pode fazer de graça. É um desenvolvimento muito bom, o aprendizado é grande, não envolve apenas a parte física, mas também respeito entre todos. Fez amizade com outros alunos, e assim sai um pouco da rua, celular e televisão. Esse Projeto veio para dar alegria para os meus filhos”.

A Vila dos Pescadores é bairro erguido em uma área de mangue entre a Rodovia Anchieta e o Rio Casqueiro, em Cubatão. É uma das maiores comunidades da Baixada Santista, onde centenas de pessoas que vivem da pesca, retirando a sobrevivência do estuário, no local moram mais de 9 mil pessoas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *